- Ache os Cursos e as Faculdades certas para você! Clique aqui!

- Bolsas de Estudo - são mais de 1.200 faculdades oferecendo descontos de até 75%! Saiba mais!

Versão para impressão     Enviar para um amigo    

Home : notícias

UFPR antecipa Vestibular 2016/2017 para ampliar acompanhamento dos candidatos às correções das provas

Fonte: Imprensa UFPR

13/05/2016

 
A inclusão de uma etapa a mais no processo do Vestibular 2016/2017 antecipou para outubro as provas da primeira fase, tradicionalmente realizadas no mês de novembro. A partir desta edição, os candidatos passarão a ter acesso digital às provas discursivas corrigidas, com possibilidade de interpor recurso em caso de discordâncias.

No último processo seletivo, o Núcleo de Concursos (NC) - órgão da Universidade responsável pelo vestibular - já havia aberto o mesmo tipo de procedimento para os cartões-resposta. "Estamos buscando cada vez mais aprimorar e inovar a transparência e a segurança do nosso processo seletivo. Queremos abrir oportunidades para maior acompanhamento e interação com os candidatos", explica o diretor do NC, Mauro Belli.

A primeira fase do Vestibular 2016/2017 será realizada dia 23 de outubro deste ano. Nesta etapa, os vestibulandos respondem a questões objetivas de conhecimentos. Na segunda fase (27 e 28 de novembro) serão aplicadas provas de compreensão e produção de textos, e provas específicas e de habilidades para os cursos em que houver essa exigência. O conteúdo programático de todas as áreas abordadas também já está disponível no site do NC.

O número de vagas e outras informações importantes para os vestibulandos serão divulgadas no Guia do Candidato, que será publicado ainda antes do início das inscrições.

Vestibular próprio


A Universidade Federal do Paraná é uma das poucas instituições do país a manter a maior parte de suas vagas destinadas a preenchimento por vestibular próprio. Hoje a UFPR reserva 70% das vagas para seu processo seletivo e 30 % para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), gerenciado pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC).

De acordo com o reitor Zaki Akel Sobrinho, a decisão de se lutar pela manutenção do vestibular próprio tem o objetivo de melhorar o alcance da população local à universidade federal de seu estado. “Esse processo seletivo garante que 70% das vagas estejam mais acessíveis aos paranaenses”, disse o reitor durante entrevista na segunda fase do Vestibular 2015/2016. Neste último processo, foram quase 60 mil candidatos em busca de uma das 4765 vagas oferecidas. Desse total, vestibulandos parananenses somaram 80% da concorrência.





Versão para impressão     Enviar para um amigo